SOBRE A NATUREZA DAS ESSÊNCIAS FLORAIS

A UTILIZAÇÃO DAS ESSÊNCIAS FLORAIS FILHAS DE GAIA EM TRABALHOS DE CUNHO SOCIAL


SOBRE A NATUREZA DAS ESSÊNCIAS FLORAIS – SEGUINDO A TRILHA DO DR. BACH

Há muitos e muitos anos atrás, nas longínquas terras do oriente, Sidharta Gautama buscou, encontrou e deixou como legado para a humanidade um caminho para a conquista da paz interior, completude e harmonia… um caminho de introspecção e cultivo de Virtudes e Valores Essenciais. Em seu confronto final com as forças de Maya, não se deixou ofuscar pelas ilusões por ela geradas e flechas flamejantes se transformaram em uma chuva de pétalas de rosas. E neste momento, ao se iluminar, ele nos ensinou a estar nos Valores do Coração, nas Virtudes do Coração… E pudemos compreender que a atitude correta não é combater a sombra mas, cultivar e incorporar em cada célula de nosso ser, as Grandes Virtudes do Coração.   No berço da cultura ocidental, tempos depois, um filósofo chamado Pitágoras propôs um caminho que guardava muitas semelhanças com a Luz que vinha do Oriente… Cultivar no quotidiano as grandes Virtudes e através de práticas introspectivas, Conhecer-Se. E ensinou que somente através da disciplina, do aprimoramento pessoal, cultivando Valores e Virtudes Essenciais e Conhecendo-Nos poderíamos Conhecer ao Todo da Vida… Tempos depois, uma Grande Luz acendeu-se em Belém… Uma Luz que ensinava a Amar ao Próximo como a Si mesmo, a oferecer a outra face em caso de ofensa, a cultivar os Valores e Virtudes da Compaixão… Oriente e ocidente iluminaram e ensinaram como encontrar o Caminho de volta pra casa….  caminhos de Amor, Liberdade, Compaixão, Integridade Coragem, Caridade, Fé, Confiança, Aceitação plena… Um caminho único e múltiplo, maleável a todas as especificidades individuais e culturais… E novos tempos se anunciaram para a Humanidade… No caminho da Consciência, pavimentado pelo auto-conhecimento e cultivo de Valores e Virtudes Essenciais. Tempos de promessa de Paz, Harmonia e Fraternidade entre a grande família terrena. E muitos outros vieram nos últimos dois mil anos que, através da filosofia, das belas artes, da ciência, da literatura, do estudo da natureza e das artes da cura, mantiveram acesa a chama da Consciência desperta iluminando aos Caminhos do Coração… e a promessa de Paz, Saúde, Harmonia e Felicidade para a Humanidade. Foram tantos, anônimas sacerdotisas, místicos exaltados, médicos de corpos e de almas…. Alguns destes nomes foram preservados, outros foram esquecidos. Alguns receberam apoio e reconhecimento da sociedade, outros foram duramente perseguidos… Mas os portadores da Chama da Consciência continuaram a vir, geração após geração para pontuar com os mesmos Valores e Virtudes as veredas do Caminho. No final do século atrasado, um Ser muito querido de todos nós, Dr. Edward Bach, trilhando estes mesmos caminhos do auto-conhecimento e cultivo de Valores e Virtudes Essenciais, firmemente embasado nos conhecimentos científicos da época e nos Conhecimentos da Tradição, legou-nos uma grande contribuição para que este caminho pudesse continuar a ser trilhado com mais suporte e facilidades por todos aqueles que assim o desejarem: 38 Bênçãos da Natureza – Essências Florais – para mitigar o sofrimento humano através do cultivo de 38 Virtudes Essenciais.

Fomos muitos os que seguindo suas pegadas, sintonizamo-nos com as Forças da Natureza para pesquisar nos 4 cantos do mundo novas Essências Florais. Moveu-nos o desejo de ancorar mais e cada vez mais novas possibilidades de acesso aos grandes Valores e Virtudes Essenciais para aliviar o sofrimento ao facilitar para a humanidade um trilhar amoroso dos Caminhos da Consciência Desperta. E pouco a pouco, a Terapia Floral foi conquistando no mundo, e em especial em nosso Brasil um espaço cada vez maior de credibilidade e maturidade.

SOBRE A NATUREZA DAS ESSÊNCIAS FLORAIS – Crença ou Ciência -

montagem 1..

Nos primórdios da Terapia Floral, nós Terapeutas Florais, devido à novidade representada por este novo campo do conhecimento e à imaturidade deste novo espaço de exercício profissional, aceitamos uma identificação com o território das crenças:  “Eu acredito em Floral”. Mas hoje, com a conquista de uma maior reflexão, experiência e pesquisas, e contando os avanços na filosofia da Ciência contemporânea, sobretudo à partir dos anos 90  podemos dizer:  “Conhecemos as Essências Florais”.  Isto porque, tais avanços finalmente abrem as portas e luzes necessárias para uma maior compreensão e explicação da natureza e atuação das Essências Florais.  Todos nós sabemos que quando falamos de Compaixão, Fraternidade, Amor Incondicional, Coragem, Integridade, Paz, estamos falando dos grandes Valores e Virtudes Essenciais.

AS ESSÊNCIAS FLORAIS SÃO ENERGIA OU CONSCIÊNCIA?

Até muito recentemente a Consciência não era um tópico apropriado para a filosofia da ciência ocidental –  tanto no Paradigma Newtoniano, quanto  em parte das recentes Teorias da Física Quântica manteve-se esta lacuna -  a realidade e seus fenômenos sendo apreendidos e catalogados através de duas unidades básicas, irredutíveis -  Matéria  e Energia. Neste contexto, diante da necessidade  de uma conceituação sobre a Terapia Floral e sobre o funcionamento das Essências Florais, muitos de nós, reduzimos um fenômeno pertinente à Consciência – as Essências Florais  que expressam Valores e Virtudes -  a algo que elas não são: Energia.

Apesar do poder e da abrangência das teorias  dualistas sobre a realidade que nos cerca, a necessidade de se incorporar ao arcabouço científico os conceitos de contexto e significação que não podem ser plenamente atendidos por estas teorias levaram setores significativos da Ciência contemporãnea a constatar que a existência da Consciência não pode ser derivada de um dos pilares fundamentais das teorias dualistas – matéria e energia – ou de suas leis   Por esta razão, uma série de segmentos da realidade relacionados ao Fenômeno da Consciência que foram  ignorados ou descartados do “espaço da ciência”, relegados ao “espaço teológico” ou definidos como crendices foram finalmente creditados ao campo da Consciência e incorporados ao arcabouço da ciência contemporânea. O que veio enfim possibilitar que as Essências Florais fossem enfim retiradas do campo das crenças.

ENERGIA OU CONSCIÊNCIA  E TERAPÊUTICA FLORAL

Em um de seus textos, o nosso querido Dr. Bach afirma que para aniquilar uma nova idéia não é necessário combate-la, bastaria distorce-la. Infelizmente, a utilização das Essências como se fossem “gotinhas de energia”  gerou alguns equívocos metodológicos e distorções que pedem uma reflexão.

Em uma concepção dualista da realidade, as energias (e os florais, quando sua natureza é definida enquanto energia) se relacionam entre si por polaridade. Um pólo positivo e outro negativo através da atração e repulsão. Ação e reação. Confronto e exclusão. E muitos de nós, prisioneiros desta concepção tendemos a pensar os florais por polaridade. Utilizando x para combater y. E foi assim que muitos de nós caímos no jogo de maya, tentando combater incessantemente ilusórias flechas flamejantes com o auxilio das Essências Florais… E, repertoriando sintomas, tentamos utilizar as Essências Florais para combater tais sintomas sem olhar para as causas geradoras de tais sintomas… numa prática muitas vezes superficial.

No entanto, o Dr. Bach jamais falou em polaridade ao descrever suas essências. Ele falou em cultivo de virtudes opostas (ou complementares).  E as Virtudes são sempre inclusivas, agregadoras. Elas não combatem. Elas, simplesmente São. Isto é o que nos ensinaram todos os Mestres da Tradição Espiritual,  inclusive o Dr. Bach, como vimos na introdução deste texto.  Quando compreendemos as Essências Florais enquanto Consciência, diante de sintomas de desconforto podemos então nos perguntar quais as virtudes necessárias para restaurar o equilíbrio entre os designios da Alma e os desejos de nossa personalidade… e em grande parte das vezes, a resposta não estará em uma polaridade superficial buscada em repertórios. Será necessário conhecer as Leis Maiores que emanam dos Territórios da Alma para buscar aos Valores ou Virtudes necessários para restaurar o equilíbrio. E assim, muitas vezes, em contextos onde o medo está presente, responderemos com Fé, com Compaixão, com Entrega, e não com a Coragem.

A Terapia Floral facilita uma mudança no direcionamento de nossa vida ao possibilitar um re-encontro entre os Valores e Propósitos da personalidade e aqueles da Alma. Tal reencontro leva a um redirecionamento de nossa trajetória de vida:  Ao entrar em ressonância com a consciência da bondade, não tratamos de atacar a maldade. Instauramos esta virtude em nossa consciência, cultivamos esta virtude  e ao fazê-lo instalamos uma nova possibilidade de sentir, uma nova possibilidade de relacionamento com a nossa realidade interna que afeta o direcionamento de nossa vida como um todo e instaura uma nova possibilidade de resposta ao outro e aos desafios da vida. Resgatamos o Livre Arbítrio, e podemos escolher a cada momento entre a Bondade e a maldade. Exatamente como preconizado pela Tradição. E nossas queridas Essências Florais, Bênçãos da Natureza, são facilitadoras deste processo que é único, individual e intransferível.

O PAPEL DO TERAPEUTA FLORAL

Esta nova conceituação, nos pede uma grande reflexão sobre o papel do Terapeuta Floral : Em nossa visão, este é essencialmente um educador. E sua atuação que mobiliza movimentos e processos de Educação da Consciência deve ancorar-se firmemente na intenção de favorecer a criação do DESEJO da conquista daqueles Valores e Virtude necessários para a harmonia e bem estar, facilitando novas maneiras e possibilidades de seu CULTIVO nos jardins da Alma e da Consciência daqueles que o procuram.

 

A UTILIZAÇÃO DAS ESSÊNCIAS FLORAIS

 EM TRABALHOS DE CUNHO SOCIAL

                                   

                   

COMPOSTOS FLORAIS – FILHAS DE GAIA

Os Compostos Florais para crianças foram elaborados após o Primeiro Encontro Nacio

nal das Essências Florais Filhas de Gaia, atendendo às necessidades apontadas por diversas entidades voltadas para o trabalho social com crianças. Ele foi desenvolvido com o objetivo de facilitar a utilização da Terapia Floral em situações em que não há terapeutas florais em número suficiente para atender às demandas da Instituição ou da Comunidade. Os compostos foram todos elaborados após uma cuidadosa análise dos inúmeros relatos e estudos de caso que recebemos de terapeutas florais que vêm atuando em instituições voltadas para crianças carentes. Desta maneira, agentes sociais, professoras, enfermeiras, terapeutas florais, etc. poderão trabalhar com grupos extensos em meios populares, urbanos e rurais, com maior segurança e facilidade. Num segundo momento foram sendo desenvolvidos novos Compostos Florais Filhas de Gaia, voltados para atender as necessidades de jovens e adultos. Através destes Compostos Florais para adolescentes e adultos tornou-se possível então, atender algumas das necessidades de apoio e suporte para agentes de saúde, educadores e familiares de crianças que já vinham sendo acolhidas pela terapia floral com Compostos Florais Filhas de Gaia. Estes compostos não se destinam prioritariamente ao atendimento clínico personalizado, quando se pressupõe que o terapeuta esteja em condições ideais para elaborar um composto que atenda às necessidades específicas de seu paciente. Agradeço de coração à todas as Terapeutas Florais que direta ou indiretamente colaboraram na criação dos Compostos Florais Filhas de Gaia. Que o Amor imenso que exala generosamente das flores das nossas matas possa levar conforto e cura para as nossas crianças e para mulheres e homens da nossa terra.